podcasts

podcasts

Data

15/06/2021

Tempo de Leitura

5 minutos

Podcast 649 – Sarah Maslin: Um retrato do Brasil atual, segundo a The Economist

Podcast 649 – Sarah Maslin: Um retrato do Brasil atual, segundo a The Economist

Data

15/06/2021

Tempo de Leitura

5 minutos

Uma visão do Brasil atual, segundo a revista The Economist

Uma conversa com a jornalista que escreveu o conteúdo da edição especial da publicação inglesa sobre o Brasil

Logo no começo da entrevista da jornalista Sarah Maslin para o Podcast Rio Bravo (episódio que foi ao ar na última sexta-feira, 11.6), a correspondente da The Economist no Brasil comenta que já esperava certa comoção a propósito da edição especial que a revista inglesa publicou na primeira semana de junho (na capa, “A década sombria”, com a imagem do Cristo Redentor usando máscara). É importante frisar que não foi a primeira vez que a revista lançou mão de um special report para falar sobre o Brasil (quem não se recorda da capa com o Cristo decolando?). Tampouco inaugurou a temporada de críticas da The Economist a respeito de Bolsonaro (em 2018, o então candidato foi apresentado como a última ameaça da América Latina). No entanto, esta foi a ocasião em que o Secretaria de Comunicação do governo federal tentou rebater oficialmente a publicação, provocando, como consequência, uma pergunta: o que incomodou tanto assim a administração Bolsonaro? É aqui que vale a pena retomar os melhores trechos do Podcast com Sarah Maslin, que assinou todos os textos da edição.

Como observa Sarah Maslin, é certo que a crise que o Brasil atravessa neste momento não surgiu com a administração Bolsonaro. Antes, tem a ver com uma série de outros acontecimentos que têm acontecido no país ao longo dos últimos anos. “A ideia do informe é entender como o Brasil chegou a ter um presidente que nega a pandemia, levando o país para uma série de crises. Mas eu diria que o argumento principal é que ele [Bolsonaro] é só a última de uma série de crises que começou há uma década atrás”.

A proposta da publicação, todavia, não destaca somente a figura do presidente da República.

No special report da The Economist, há espaço para a discussão a respeito do meio ambiente, evocando a disputa em torno da mineração e da exploração madeireira no Brasil. No texto, a revista aponta para a importância do desenvolvimento sustentável na região da Amazônia. E na entrevista ao Podcast Rio Bravo, Sarah Maslin, embora reconheça o envolvimento do empresariado brasileiro para o aprofundamento desse debate, faz a seguinte ponderação: “Uma parte do problema na Amazônia tem a ver com a falta de fiscalização, mas também existem as causas raiz, como a pobreza. A economia na região da Amazônia sempre foi extrativista, e foi assim em atividades que prejudicam a floresta”.

Um dos pontos que mais chama a atenção no especial da The Economist é a variedade de fontes que foram ouvidas para essa edição. Sarah Maslin conversou com analistas políticos, historiadores, pesquisadores e também buscou ouvir pessoas que enfrentavam esses problemas à medida que estes se desenvolviam. Para a jornalista, esse contato é necessário. “Muitas vezes eles sentem o que os cientistas políticos analisam e o que as pesquisas mostram, mas as pessoas conseguem explicar isso de uma maneira totalmente diferente. Eu fui para Camaçari, na Bahia, onde recentemente fechou uma fábrica da Ford. Lá, nas últimas duas décadas, famílias que estavam na pobreza conseguiram entrar nas economias locais”. Famílias, portanto, que alimentaram expectativas quanto ao desempenho do país.

Em seguida, a jornalista conta a sensação de um entrevistado para a reportagem especial. “Ele queria me mostrar como era para um jovem de 20 e poucos anos nascer em um país com esperança de mais progresso e de diminuir ainda mais a pobreza e a desigualdade e agora, ao entrar no mercado de trabalho, ter medo de acabar a mobilidade social”.

Sobre o papel dos evangélicos

Já não deveria ser mais surpresa para ninguém que o fenômeno dos evangélicos é um dos temas mais pertinentes da sociedade brasileira. Ainda assim, sobretudo desde a chegada de Jair Bolsonaro à presidência da República, esse público parece não ter sido totalmente compreendido pelos analistas políticos e também pelos pesquisadores e formadores de opinião. Ao Podcast Rio Bravo, Sarah Maslin explicou por que quis destacar esse grupo na reportagem. “O que eu queria entender é por que os evangélicos apoiaram tanto o Bolsonaro em 2018 e também gostaria de entender como eles se sentem agora. [Com isso,] eu aprendi a respeito da história do crescimento dos evangélicos e a história da participação política desse grupo”, relata a jornalista.

Ainda sobre o papel dos evangélicos, Sarah Maslin sublinha que não se trata de um grupo homogêneo. “Existem dezenas e dezenas de igrejas e enquanto algumas continuam apoiando fortemente o presidente, outras já nem tanto”. A jornalista cita um exemplo da Assembleia de Deus, maior denominação do segmento no país, que tem muitos pastores bolsonaristas em igrejas grandes. Só que existem igrejas menores cujos fiéis esperam que “Bolsonaro volte para o caminho de Deus”.

Quando questionada a respeito de qual pauta gostaria de escrever para a The Economist, Sarah Maslin revela que está de olho no próximo ciclo eleitoral em 2022. “Quero escrever a respeito da base de apoio do presidente: sobre a direita brasileira agora e como esse grupo foi mudando ao longo dos anos. Essa matéria começaria com a eleição do Bolsonaro e do jeito que diferentes direitas (empresarial, ideológica, religiosa, Lava Jato) se juntaram e depois se fragmentaram”.

A julgar pela reação nas mídias sociais, é possível ter um indício de quão complexa será a tarefa da jornalista: se, em 2018, a revista foi alvo de críticas pesadas por parte dos apoiadores do então candidato Jair Bolsonaro, a repercussão agora em 2021 foi menos intensa. Para Sarah Maslin, a resposta do público nas foi muito mais contrária aos comentários da Secom do que ao conteúdo da revista.

Para ouvir com calma: a entrevista completa de Sarah Maslin ao Podcast Rio Bravo está disponível a partir do link acima.

*Fabio Cardoso é jornalista e produtor do Podcast Rio Bravo.

Conteúdos relacionados

...
12/08/2022
Podcast 710 – Diego Escosteguy: Os desafios do jornalismo na era da economia da atenção 

De uns anos para cá, a imprensa tradicional passou por mudanças significativas, como a...

...
12/08/2022
Dicas da Semana – A inclusão começa por você 12.08.2022

Hoje separamos algumas dicas de livros bem divertidos, que falam sobre diversidade, com uma...

Quer saber mais?

Cadastre-se para receber informações sobre nossos fundos