Estamos mudando de site!
Para navegar no site antigo ou ver nossa lista de fundos: Acesse aqui

artigos

Dicas da Semana – A inclusão começa por você 11/08/2023

Você já ouviu falar do Relatório “The Paths to Equal” do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e da Organização das Nações Unidas Mulheres (ONU Mulheres)?

Este estudo, divulgado em julho deste ano, é baseado no índice de Empoderamento das Mulheres (WEI, na sigla em inglês) e no índice Global de Paridade de Gênero (GGPI, na sigla em inglês), medidos em 114 países, em 2022.  O relatório mapeia de maneira mais abrangente o avanço da situação das mulheres no mundo.

Esses dois índices são medidos entre 0 e 1. Quanto mais próximo do 1, maior o empoderamento e paridade de gênero.

O índice de empoderamento (WEI) do Brasil está em 0,637, enquanto o de paridade (GGPI) foi avaliado em 0,680. A pontuação média mundial do WEI está em 0,607, e a da América Latina e Caribe, em 0,633. Já o GGPI global está em 0,721, e o da América Latina e Caribe, em 0,751. 

No relatório, a ONU propõe medidas para aumento da equidade entre os gêneros com políticas de ação específicas para cada área. Na saúde, a organização reforça a importância do acesso universal à saúde sexual e reprodutiva. A fim de promover igualdade na educação, o estudo recomenda foco nas lacunas da habilidade e qualidade do ensino, especialmente de áreas como ciências, tecnologia, engenharia e matemática, para capacitar mulheres e meninas na era digital. A ONU também sugere o incentivo para a criação de mais políticas que ajudem no equilíbrio da vida pessoal com a profissional, como serviços de cuidados infantis, licenças parentais e modelos de trabalho flexíveis. Importante também ressaltar a necessidade de planos de ações e metas que incluam a eliminação de leis discriminatórias e a implementação de medidas no combate e prevenção à violência contra a mulher. 

O relatório serve como guia estratégico para que os países estabeleçam metas e planos para o avanço da igualdade de gênero. Caso tenha interesse em aprofundar nos dados do relatório acesse o link.

Lembre-se: a diferença está no detalhe, empatia é fundamental e sempre é tempo de mudarmos nossa forma de pensar e agir.

Aguarde, na próxima sexta-feira, mais dicas para você.

Conteúdos relacionados

As “Incentivadas” seguem firmes e fortes, e as “de infraestrutura”?
20/05/2024
As “Incentivadas” seguem firmes e fortes, e as “de infraestrutura”?

Todo alocador conhece os benefícios básicos de uma carteira bem diversificada, claro que...

Podcast 802 – Vivian Rio Stella: O que a comunicação diz sobre a cultura das empresas
17/05/2024
Podcast 802 – Vivian Rio Stella: O que a comunicação diz sobre a cultura das empresas

Na Unicamp, a trajetória de Vivian Rio Stella sempre seguiu a linha reta da pesquisa acadêmica:...

Quer saber mais?

Cadastre-se para receber informações sobre nossos fundos