Estamos mudando de site!
Para navegar no site antigo ou ver nossa lista de fundos: Acesse aqui

artigos

Dicas da Semana – A inclusão começa por você 25/02/2022

Diversidade cultural são os vários aspectos que representam as diferentes culturas, como a linguagem, as tradições, a culinária, a religião, os costumes, o modelo de organização familiar, a política, entre outras características próprias de um grupo de seres humanos que habitam um determinado território.

história do Brasil por si só já revela o motivo pelo qual o país é tão rico e plural. O nosso território teve influência dos colonizadores europeus, dos povos indígenas e africanos e apenas com estes exemplos conseguimos perceber quanta diferença cultural herdamos. O reflexo disso está nos costumes e tradições de cada região do país, principalmente quando o assunto envolve culinária, festividades, música e religião.

Para exemplificar a riqueza da diversidade cultural brasileira, falaremos hoje sobre o CARNAVAL, que é classificado como a maior festa da diversidade, já que é distinto em cada parte do país, mas abriga pessoas de todas as raças, sexos, crenças e classes sociais. O Rio de Janeiro é famoso pelos desfiles das escolas de samba; na Bahia, os trios elétricos atraem milhões de foliões todos os anos; em outros Estados, como Pernambuco e Minas Gerais, o carnaval de rua é o mais popular. 

No Brasil, o carnaval, além de ser considerado a maior festa popular do país, é a expressão de como a sociedade olha para si, se apropria do espaço público e articula crítica social e sociabilidade. Nos últimos anos seus sentidos se multiplicaram e se transformaram a partir da articulação com as lutas sociais, a cidadania e a diversidade cultural.

O carnaval não é uma invenção brasileira, nem tampouco realizado apenas por aqui. A história do carnaval remonta à Antiguidade, tanto na Mesopotâmia quanto na Grécia e em Roma.

A palavra carnaval é originária do latim, carnis levale, cujo significado é retirar a carne. Esse significado está relacionado com o jejum que deveria ser realizado durante a quaresma e com o controle dos prazeres mundanos. A história do carnaval no Brasil iniciou-se no período colonial.

Uma das primeiras manifestações carnavalescas foi o entrudo, uma festa de origem portuguesa que na colônia era praticada pelos escravos. Depois, surgiram os cordões e ranchos, as festas de salão, os corsos e as escolas de samba. Afoxés, frevos e maracatus também passaram a fazer parte da tradição cultural carnavalesca brasileira. Marchinhas, sambas e outros gêneros musicais também foram incorporados à maior manifestação cultural do Brasil.
Lembre-se:a diferença está no detalhe, empatia é fundamental e sempre é tempo de mudarmos nossa forma de pensar e agir.

Aguarde, na próxima sexta-feira, mais dicas para você.

Conteúdos relacionados

As “Incentivadas” seguem firmes e fortes, e as “de infraestrutura”?
20/05/2024
As “Incentivadas” seguem firmes e fortes, e as “de infraestrutura”?

Todo alocador conhece os benefícios básicos de uma carteira bem diversificada, claro que...

Podcast 802 – Vivian Rio Stella: O que a comunicação diz sobre a cultura das empresas
17/05/2024
Podcast 802 – Vivian Rio Stella: O que a comunicação diz sobre a cultura das empresas

Na Unicamp, a trajetória de Vivian Rio Stella sempre seguiu a linha reta da pesquisa acadêmica:...

Quer saber mais?

Cadastre-se para receber informações sobre nossos fundos