Estamos mudando de site!
Para navegar no site antigo ou ver nossa lista de fundos: Acesse aqui

artigos

Dicas da Semana – A inclusão começa por você 28/07/2023

A Copa do Mundo feminina de futebol de 2023 começou quinta-feira, 20/07. O torneio tem como desafio central consolidar a ampliação da visibilidade que a modalidade experimenta desde a última edição.

A edição de 2023 marcará o maior número de países participantes: 32 equipes.

História da Copa do Mundo Feminina

Em 1970, a Federação Internacional de Futebol Feminino — em italiano, Federazione Internazionale Europea Football Femminile (FIEFF) — organizou o primeiro grande campeonato de futebol feminino em nível internacional, a Coppa del Mondo, na Itália.

Internacionalmente, o evento é conhecido como a primeira copa extraoficial do futebol feminino. O evento foi patrocinado pela empresa de bebidas Martini & Rossi. Os patrocinadores realizaram uma segunda edição do campeonato, dessa vez em 1971, no México. A copa reuniu 10 mil espectadores.

Em 1991, a primeira versão oficial da Copa do Mundo de Futebol Feminina foi realizada pela Fifa, na China. Os Estados Unidos venceram a Noruega por 2×1, em uma partida que aconteceu na cidade de Cantão (Guangzhou).

Futebol feminino no Brasil

O futebol feminino no Brasil é um direito bem recente na história de nosso país, assim como outros, como o direito ao trabalho regulamentado, ao voto e ao divórcio. Em seus primeiros anos, o futebol feminino sofreu preconceitos e falta de investimento como na Copa do Mundo de 1999, por exemplo, quando a seleção não tinha uniforme próprio, sendo obrigada a usar os uniformes restantes do time masculino.

Não há dúvidas de que há grande diferença de investimento entre as modalidades masculina e feminina do futebol, sentida no público, nos números de patrocinadores e nas condições de exercício da profissão de atleta em cada gênero.

Apesar das dificuldades e barreiras, o futebol feminino brasileiro possui uma série de recordes e grandes marcas para o futebol mundial. A maioria dessas marcas foi batida por Marta, uma das maiores artilheiras de todos os tempos.

5 Curiosidades sobre a Copa do Mundo Feminina

–  O time que mais venceu o torneio foi o dos Estados Unidos.

–  Pela primeira vez, a Copa do Mundo terá 32 equipes.

– Existe uma mulher “imparável”: A volante Formiga é uma das atletas mais impressionantes de todos os tempos! Ela é a única jogadora (entre homens e mulheres) que disputou sete edições da Copa do Mundo e sete Jogos Olímpicos.

– Idade não é problema de jeito nenhum: A jogadora mais jovem a disputar uma Copa do Mundo Feminina é Ifeanyi Chiejine, da Nigéria. Em 1999, ela tinha apenas 16 anos. A mais experiente das atletas, por outro lado, é a nossa Formiga. A brasileira entrou em campo na edição 2019 do torneio aos 41 anos.

– Recorde de audiência e espectadores.

Em 2015, a final da Copa do Mundo entre Estados Unidos e Japão foi a partida de futebol mais assistida na história americana, com cerca de 23 milhões de espectadores! Quatro anos atrás, na França, mais de 1 bilhão de pessoas viram pelo menos um minuto das partidas, pela TV ou pela internet, segundo a Fifa; o número representa um aumento de 30% em relação ao Mundial de 2015.

 

Quando e como assistir as partidas

BRASIL x PANAMÁ – 1ª rodada do grupo F

Data: 24 de julho de 2023 (segunda-feira)
Horário: 8h (de Brasília)
Onde assistir: TV Globo, SporTV, Globoplay e CazéTV

BRASIL X FRANÇA – 2ª rodada do Grupo F

Data: 29 de julho de 2023 (sábado)
Horário: 7h (de Brasília)
Onde assistir: TV Globo, SporTV, Globoplay e CazéTV

BRASIL X JAMAICA – 3ª rodada do Grupo F

Data: 2 de agosto de 2023 (quarta-feira)
Horário: 7h (de Brasília)
Onde assistir: TV Globo, SporTV, Globoplay e CazéTV

Lembre-se: a diferença está no detalhe, empatia é fundamental e sempre é tempo de mudarmos nossa forma de pensar e agir.

Aguarde, na próxima sexta-feira, mais dicas para você.

Conteúdos relacionados

As “Incentivadas” seguem firmes e fortes, e as “de infraestrutura”?
20/05/2024
As “Incentivadas” seguem firmes e fortes, e as “de infraestrutura”?

Todo alocador conhece os benefícios básicos de uma carteira bem diversificada, claro que...

Podcast 802 – Vivian Rio Stella: O que a comunicação diz sobre a cultura das empresas
17/05/2024
Podcast 802 – Vivian Rio Stella: O que a comunicação diz sobre a cultura das empresas

Na Unicamp, a trajetória de Vivian Rio Stella sempre seguiu a linha reta da pesquisa acadêmica:...

Quer saber mais?

Cadastre-se para receber informações sobre nossos fundos