Estamos mudando de site!
Para navegar no site antigo ou ver nossa lista de fundos: Acesse aqui

artigos

A elação entre lidernaça e maternidade – A inclusão começa por você

No domingo vamos celebrar o Dia das Mães e por isso vamos falar hoje de um assunto muito importante para Diversidade e Inclusão: A relação entre liderança e maternidade. Entenda!

No domingo vamos celebrar o Dia das Mães e por isso vamos falar hoje de um assunto muito importante para Diversidade e Inclusão: A relação entre liderança e maternidade. Entenda!

Quais são os conceitos de liderença e maternidade?

“Liderança e maternidade” são palavras que, quando entrelaçadas, descrevem uma realidade multifacetada enfrentada por muitas mulheres que requer não apenas habilidade, mas também uma compreensão profunda de como harmonizar dois mundos aparentemente distintos.

A maternidade mostra a importância do planejamento, organização, gestão de tempo, acompanhar desenvolvimento e criar vínculo de confiança. O líder, assim como a figura materna, precisa gerir crises e conflitos, estabelecer relação de confiança, ter uma comunicação assertiva e transmitir segurança.

As mães desenvolvem habilidades e virtudes que dão muitas vantagens competitivas e que podem ser adaptadas ao trabalho. Abaixo uma lista com as habilidades maternas que ainda são pouco relacionadas no ambiente coorporativo, mas são importantes para mulheres líderes, em posições executivas ou gerenciais.

Faça Acontecer

Como as mães não têm opção de adiar as coisas, elas possuem uma grande capacidade de execução e realmente terminam o que começam, mesmo que não queiram. Como disse Ellie Rowley, fundadora da Solly Baby: “ser mãe te dá superpoderes para fazer as coisas que você não quer fazer”.

Um forte sentido de atenção

A mãe desenvolve uma sensibilidade especial que faz ser mais atenta. Mesmo quando você não tem contato visual com os filhos, ela usa sua capacidade sensorial ao máximo para atender ao bem-estar deles.

Capacidade de resolver problemas

Qualquer pessoa que já cuidou de uma criança sabe dos problemas cotidianos que elas geram para resolver: desde uma briga com o irmão, que precisa de alguém intervindo, a como combater sua falta de apetite. Essa é a razão pela qual as mães em geral são boas em gerenciar conflitos no trabalho.

Os melhores pais não dão soluções, mas ajudam as crianças a entenderem o problema e listar possíveis soluções, ou seja, as empoderam. É por isso que há uma relação direta entre ser bons pais e bons líderes. As mães são líderes fortes que ajudam a solucionar problemas ao seu redor.

Resiliência

A criação dos filhos é uma experiência tão intensa que desenvolve uma forte capacidade de resiliência.

Embora as mães tenham seus filhos como a maior prioridade, isso não significa que estejam menos comprometidas com sua carreira, empresa ou trabalho. A diferença é que podem absorver melhor a adversidade em qualquer situação que ocorra no trabalho. Essa é, sem dúvida, uma das principais habilidades para liderar, tomar decisões e adaptar-se aos mercados dinâmicos.

Lembre-se: a diferença está no detalhe, empatia é fundamental e sempre é tempo de mudarmos nossa forma de pensar e agir.

Aguarde, na próxima sexta-feira, mais dicas para você.

Conheça a Rio Bravo Investimentos

Aqui na Rio Bravo você pode ter acesso os mais variados conteúdos e serviços disponíveis. Acesse a Órbita e nosso canal no Youtube e fique por dentro dos nossos conteúdos! Além disso, você pode conhecer e acompanhar os nossos principais produtos, em dados e análisesinforme de rendimentos entre outros assuntos voltados para investimentos e finançasEntre em contato!

Conteúdos relacionados

Podcast 802 – Vivian Rio Stella: O que a comunicação diz sobre a cultura das empresas
17/05/2024
Podcast 802 – Vivian Rio Stella: O que a comunicação diz sobre a cultura das empresas

Na Unicamp, a trajetória de Vivian Rio Stella sempre seguiu a linha reta da pesquisa acadêmica:...

Dicas da Semana – A inclusão começa por você 17/05/2024
17/05/2024
Dicas da Semana – A inclusão começa por você 17/05/2024

Há 34 anos, em 17 de maio de 1990, a Organização Mundial de Saúde retirou a homossexualidade do...

Quer saber mais?

Cadastre-se para receber informações sobre nossos fundos