Estamos mudando de site!
Para navegar no site antigo ou ver nossa lista de fundos: Acesse aqui

Vídeo destaque

#VideocastRioBravo: Uma retrospectiva de 2023 (e o que esperar de 2024) – Gustavo Franco e Evandro Buccini

Parafraseando o poeta Vinícius de Moraes, em 2023, o ar estava cheio de murmúrios misteriosos.

Ao final de 2022, não eram poucas as expectativas que circundavam o ano que estava para começar. Também, pudera. Depois de uma das mais acirradas eleições da História do Brasil, havia muito em jogo. Como será que o país reagiria a um terceiro mandato do presidente Lula? A polarização encontraria um ponto de retorno? Eram algumas das questões que pautavam as discussões e que, de uma forma ou de outra, foram respondidas nos últimos 12 meses. E na edição especial do Videocast Rio Bravo, Gustavo Franco, Senior Advisor da Rio Bravo, e Evandro Buccini, sócio e diretor de gestão de crédito e multimercado da Rio Bravo, fazem uma leitura em retrospectiva do ano que está para se encerrar e projetam 2024, que está para nascer.

Ao longo do primeiro semestre de 2023, houve uma disputa aberta entre o governo federal e o presidente do Banco Central. Desde o começo do seu terceiro mandato, o presidente Lula fez duras críticas a Campos Neto e à condução pelo Banco Central da política monetária e da taxa básica de juros, a Selic. Em entrevista ao Videocast Rio Bravo, Gustavo Franco afirma que esse relacionamento tem a ver com uma “novidade”, a independência do Banco Central.

Nas palavras de Gustavo Franco: “Este é o primeiro presidente da República que herdou o presidente do Banco Central do governo passado e no contexto de muita polarização. Foi tenso. O presidente confrontou o Banco Central, quase o primeiro semestre inteiro foi assim, até que cansou e passamos para outro tema”.

Nesse sentido, Gustavo Franco afirma que o ano de 2023 foi marcado por dois aprendizados, a saber: “o do Banco Central, limitação monetária ao governo, e o segundo foi que o orçamento é importante. Achava-se que a responsabilidade fiscal era uma construção ideológica, e não, não é.” 

Ao falar a respeito das perspectivas de 2024, Gustavo Franco observa que, no próximo ano, haverá outro capítulo dessa história, referindo-se especificamente à troca de comando na presidência do Banco Central.

Americanas

Nos primeiros dias de janeiro de 2023, não apenas o mercado financeiro, mas a sociedade em geral foi surpreendida com a história do rombo nas Americanas, uma das lojas mais conhecidas dos brasileiros. Após a identificação de inconsistências contábeis, a empresa admitiu que houve fraude nas contas da companhia, inflando o lucro em pouco mais de 25 bilhões de reais. Ainda de acordo com o comunicado enviado aos acionistas meses depois da descoberta, a contabilização incorreta de algumas operações escondeu cerca de 20 bilhões de reais da dívida financeira bruta da empresa.

Para Buccini, apesar da grande comoção à época, ainda é preciso destacar o episódio. O economista explica o motivo. “Fala-se pouco no assunto. Foi um evento de enorme magnitude, que teve repercussão gigante no mercado de crédito brasileiro. No primeiro semestre, o mercado de crédito ficou praticamente estagnado depois do que aconteceu e teve vários outros eventos, com outras empresas, que tiveram muito mais ligação com Americanas do que com o estado geral das coisas. Então, tem um efeito enorme pelo qual deve ser lembrado por muito tempo”.

Perspectivas 2024 – sucessão no Banco Central, decisão na política monetária e eleições nos EUA

Ao comentar as perspectivas de 2024, Gustavo Franco fala a respeito do ritmo da política monetária. “Estamos caindo cerca de 0.5% por reunião, são oito reuniões no ano que vem. Se fosse continuar nesse ritmo, na minha conta, o juro terminaria em 7.75%. Só que o Boletim Focus está mostrando 9%”. Na avaliação do CSO da Rio Bravo, o mercado acredita que, em algum momento do ano que vem, a taxa de juros vai parar de cair. “Será quando nós conversaremos a respeito da taxa neutra”.

Mais ou menos nesse período em que se começará a ouvir falar de taxa neutra, prossegue Gustavo Franco, vai chegar a hora do presidente da República indicar mais três nomes do Banco Central, incluindo o atual presidente da instituição, Roberto Campos Neto. “Só após essa nomeação, e uma vez passado o rito de aprovação, é que o presidente da República vai ganhar o controle do Banco Central. Essa combinação – da sucessão no Banco Central e uma decisão de política monetária – será tensa.”

Outro assunto incontornável para o ano de 2024 é a corrida eleitoral nos Estados Unidos. Em sua participação no Videocast Rio Bravo, Evandro Buccini cita a época em que as eleições nos EUA não eram um assunto que provocava ansiedade junto ao mercado. “Era um assunto ‘chato’ porque, se ganhasse, o partido republicano ia cortar gastos; já o democrata ia aumentar os impostos – com algumas diferenças dessa simplificação”. A vitória de Donald Trump em 2016 mudou esse cenário. “Poucos dias depois daquela eleição em 2016, a curva de juros ficou maluca. Porque Trump prometia gastar mais e cortar impostos ao mesmo tempo”.

Exceto pela crise econômica de 2008 e pelo período da Covid-19, o déficit nominal norte-americano está no pior nível em tempos de paz. “Na faixa de 6%, é um déficit grande e já está projetado para continuar”, diz Buccini, que completa: “o que é mais complexo e mais importante é o que aconteceu no debate público norte-americano: a direita nos EUA perdeu o componente de austeridade fiscal que tinha no passado e hoje virou uma grande confusão”.

Confira a íntegra da entrevista de Gustavo Franco, Senior Advisor da Rio Bravo, e Evandro Buccini, sócio e diretor de gestão de crédito e multimercados da Rio Bravo, no episódio especial do nosso Videocast, que vai ao ar na quarta-feira, dia 13/12, em nosso canal no YouTube (e na plataforma Órbita, disponível no site da Rio Bravo)

Rio Bravo Investimentos

Aqui na Rio Bravo você pode ter acesso os mais variados conteúdos e serviços disponíveis. Acesse a Órbita e fique por dentro dos nossos conteúdos! Além disso, você pode conhecer e acompanhar os nossos principais produtos, em dados e análisesinforme de rendimentos entre outros assuntos voltados para investimentos e finançasEntre em contato!

Compartilhar

Últimos Vídeos

#VideocastRioBravo: Uma retrospectiva de 2023 (e o que esperar de 2024) – Gustavo Franco e Evandro Buccini
13/12/2023
#VideocastRioBravo: Uma retrospectiva de 2023 (e o que esperar de 2024) – Gustavo Franco e Evandro Buccini

Parafraseando o poeta Vinícius de Moraes, em 2023, o ar estava cheio de murmúrios misteriosos. Ao...

#VideocastRioBravo: As Instituições Estão Funcionando? – Paulo Bilyk
06/12/2023
#VideocastRioBravo: As Instituições Estão Funcionando? – Paulo Bilyk

No último episódio da série “As Instituições Estão Funcionando”, do Videocast Rio...

#VideocastRioBravo: As Instituições Estão Funcionando? – Bolívar Lamounier
22/11/2023
#VideocastRioBravo: As Instituições Estão Funcionando? – Bolívar Lamounier

Ao longo de sete episódios da série #AsInstituiçõesEstãoFuncionando, do Videocast Rio Bravo,...

Quer saber mais?

Cadastre-se para receber informações sobre nossos fundos